Quanto custa viver na Austrália, no Canadá, nos Estados Unidos e na Inglaterra?

Quando você pensa em fazer um intercâmbio no exterior, vem aquele frio na barriga: será que vou conseguir me manter financeiramente lá fora? Quando o país de escolha tem uma moeda mais valorizada do que a nossa, esse medo é ainda maior.

Mas você não precisa se preocupar tanto assim. Mesmo nos países com custo de vida elevado, o salário médio acompanha os gastos dos moradores e justifica a experiência de morar fora. Nós já falamos sobre os salários mínimos na Austrália e no Canadá nesse post. Agora, vamos calcular o custo de vida nesses países. Você também vai conhecer quanto um estudante estrangeiro gasta para viver nos Estados Unidos e na Inglaterra, outros dois destinos bastante procurados pelos intercambistas brasileiros e com os quais a Hello Study trabalha. Vamos lá?

Austrália, o melhor país para morar.

Essa não é só a nossa opinião, e sim o resultado de uma pesquisa feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico – OCDE, que mede a qualidade de vida em vários países.

Você já deve ter ouvido falar que Sydney, a maior cidade da Austrália, tem um custo de vida elevado. Isso é verdade, sim, mas as oportunidades de emprego por lá também são bem maiores. E, se você leu nosso último post, já sabe que o país possui o maior salário mínimo do mundo. Além disso, tem outro detalhe: você vê o valor gasto para viver por lá retornando sob a forma de serviços públicos de qualidade.

Com isso em mente, vamos direto ao ponto: o valor médio do custo de vida de um intercambista no país fica entre AU$ 325,00 e AU$ 450,00 por semana, dependendo do seu estilo de vida. Esses valores consideram acomodação, transporte, alimentação, planos de telefonia e internet. Lembrando que o salário mínimo australiano é de AU$ 18,93 por hora e um estudante internacional pode trabalhar 40h quinzenais.

Claro que, para isso, é preciso economizar. Em qualquer país que você escolha fazer seu intercâmbio, o ideal é dividir sua acomodação, pois esse é o item que mais influencia nos gastos, até porque tem relação direta com outros custos, como contas de água, energia e transporte. Se você for sozinho, separe de AU$ 150,00 a AU$ 200,00 para dividir o quarto com mais uma ou duas pessoas ou uns AU$ 350,00 para ter um quarto só para você. E lembre-se: quanto mais próximo ao centro, mais você paga. É importante lembrar também que o custo pode variar de acordo com a cidade escolhida pelo estudante.

Canadá. Um dos destinos mais procurados por estudantes.

O excelente sistema educacional canadense é um dos vários atrativos para você decidir morar lá. Ontário, a segunda maior província do país, é destino certo para milhares de intercambistas. Nela, está a cidade de Toronto, centro financeiro que enche os olhos de quem procura trabalho para se manter e ajudar nos estudos.

Entretanto, você precisa ter em mente que, com o salário mínimo e o alto custo para morar no país, seu estilo de vida terá de ser bem enxuto. O orçamento mensal vai permitir que você pague suas contas, porém vai sobrar pouco dinheiro para extravagâncias. No centro de Toronto, por exemplo, o aluguel de um quarto exclusivo para você vai custar uns CAD 1.000 mensais. Para alugar um quarto fora da região central, você vai desembolsar CAD 650 por mês. Alugar um apartamento sozinho, nem pensar! Por isso, a opção mais econômica é dividir o aluguel do quarto com alguém.

Outra ideia é ficar em casa de família. Um homestay na cidade sai por cerca de CAD 230 semanais, com direito a duas refeições: café da manhã e jantar. Porém, ao escolher a casa de família, você provavelmente vai morar fora do centro e gastar uns 40 minutos no transporte público, em apenas um trajeto. A boa notícia é que o Canadá é referência mundial em mobilidade urbana e, por mais afastado que você more, o ônibus, metrô ou bonde elétrico vai te deixar pertinho dos principais locais.

Em Vancouver, outro destino bastante procurado para morar no país, as condições e valores são similares. No total, o custo de vida em ambas as cidades fica em torno de CAD 1.200 por mês, considerando moradia, transporte, alimentação, planos de telefonia e internet. Vale lembrar que a Hello conta com uma agência local, em Vancouver, que oferece todo suporte aos nossos estudantes.

Estados Unidos: cidades para todos os gostos e bolsos.

Nova Iorque, Los Angeles, Chicago. Fazer seu intercâmbio nos Estados Unidos significa morar, estudar e trabalhar em algumas das cidades mais famosas do mundo. Para lá, vão estudantes de várias nacionalidades e a troca de cultura é intensa. E, claro, para ter acesso a tudo isso, é preciso fazer economia.

Estudantes em geral preferem dividir apartamentos ou morar em casas compartilhadas. Em Nova Iorque, por exemplo, os aluguéis são altíssimos, principalmente na ilha de Manhattan, onde a disputa por espaço é grande. Vagas em apartamentos compartilhados próximos à ilha custam cerca de US$ 500,00 por mês.

Já em Los Angeles, ao decidir morar longe do centro para pagar um aluguel mais barato, você precisa considerar o transporte público. Apesar de ser limpo, confortável e ter um bom preço, as conexões não são fáceis e as distâncias são longas. No geral, o custo de vida para estudantes estrangeiros nos Estados Unidos dá uma média de US$ 305,00 semanais, considerando moradia, alimentação, transporte e planos de telefonia e internet.

O salário mínimo em Nova Iorque e Los Angeles é de US$ 10,00 a hora. Já em Chicago, a hora trabalhada vale US$ 10,50. Mas, mesmo tendo essa previsão de custos e salários, você só vai ter uma noção real de quanto vai gastar para morar nos EUA quando já estiver no país. Pode confiar: bastam dois ou três dias para saber o que cabe ou não no seu orçamento.

Importante: o intercambista não tem permissão para trabalho nos EUA. Apenas em alguns casos em que o estudante está cursando uma universidade há a permissão de trabalho dentro do campus.

Na Inglaterra, salve a Rainha e o seu bolso.

O custo de morar na Inglaterra pode parecer alto, considerando a desvalorização da moeda brasileira e a valorização da Libra, maior ainda que a do Euro. Mas o país pode ser amigável se você tiver um trabalho remunerado e saber aproveitar as várias opções de museus e atividades ao ar livre grátis, que dão acesso a diversão e cultura sem aumentar o custo de vida.

Viver em Londres, por exemplo, pode ser até 50% mais caro do que em outras cidades do país. O aluguel de um apartamento com um quarto fora do centro custa £ 900,00 por mês. De novo, o ideal é dividir com outras pessoas, seja numa república de estudantes, seja alugando um quarto dentro de um apartamento maior, com quatro ou cinco dormitórios. Assim, seu gasto médio com moradia pode cair para £ 150,00 semanais. Um detalhe: morar em um lugar longe do centro pode não ser vantajoso, dependendo do valor que você vai pagar pelo transporte público. O passe mensal para estudantes custa em média £ 87,00, para andar pelas zonas 1 e 2 da cidade.

Se a sua ideia é economizar, prefira as cidades menos turísticas. Manchester, Cambridge, Bournemouth, Liverpool, Oxford e Birmigham são alguns dos lugares mais em conta para morar. O aluguel nessas cidades costuma ser de 20% a 50% menor do que em Londres. Em Birmigham, por exemplo, você paga £ 22,00 por dia pelo aluguel de um quarto. Outra opção viável é trabalhar e estudar em Londres e morar em Cambridge, que fica a 80 km da capital.

Considerando aluguel, alimentação, transporte, contas de água, luz, gás e internet, o custo médio de vida na Inglaterra fica em torno de £ 1.218,00, podendo variar entre £ 1.570,00 em Londres e £ 1.175,00 em Manchester. Por isso, mais uma vez, a regra é economizar nos itens que você puder: prefira os supermercados mais baratos, como Tesco ou Asda, e faça ligações pelo Skype ou WhatsApp. Sempre tem um jeito.

Importante: assim como nos Estados Unidos, o intercambista não tem permissão para trabalho na Inglaterra. Apenas em alguns casos em que o estudante está cursando uma universidade há a permissão de trabalho dentro do campus.

Posts Relacionados

Job List & Work Guide - Gold Coast

JOB LIST: LAST UPDATE: 23/01/2019 Welcome to the weekly JOB LIST from Hello Australia – GOLD COAST. Our main goal is to...

Leia mais +

20 curiosidades sobre a Austrália

Apesar de a Austrália ser um dos países mais amigáveis do mundo e ter um clima bem parecido com o...

Leia mais +

Saiba quando solicitar o Bridging Visa B

Você está estudando na Austrália e decidiu estender seus estudos? Quando você solicita um visto de estudante enquanto está dentro da...

Leia mais +

Black November Hello Study

Se você estava esperando promoções para iniciar seu projeto de intercâmbio, a hora chegou. O mês de novembro está recheado de...

Leia mais +

A Hello Study é certificada por: