Estudar inglês no exterior

Nos dias de hoje está cada vez mais claro, na verdade até transparente, que falar inglês deixou de ser uma opção e passou a ser uma necessidade. Mesmo esse sendo o primeiro idioma mundial, ainda sim,  algumas pessoas se recusam, outras têm dificuldade e existem até os que morrem de medo de tentar aprender o idioma.

Tudo bem que alguns métodos de aprender outra língua podem ser meio cansativos ou até complicados, mas nesse post vamos falar do método mais eficiente. O mais eficiente e, por sorte, o mais proveitoso e divertido. O intercâmbio.

Um dos principais motivos de se fazer um intercâmbio, para a maioria das pessoas é para aprender uma nova língua, seja ela qual for, mas na maioria das vezes o inglês. A parte curiosa é que o lugar que mais vai te ensinar a fluência é o país, e talvez nem tanto a escola. É óbvio que a escola tem uma enorme influência, em questão de ensino, mas o proveitoso do aprendizado está em alguns outros fatores. Quando você aprende outra língua no país em que nasceu, a única coisa que te obriga a pratica-la é a sua força de vontade. Agora, quando se está em outro país que fala um outro idioma, a única coisa que não te obriga é a força de vontade. Confuso? Deu para entender? A gente explica melhor.

Ao chegar em um país com um idioma do qual você sabe apenas falar que não sabe fala-lo, o famoso “I don’t speak English”, sua única opção para se comunicar com as pessoas e conseguir se virar por lá é aprendendo. Na raça. Ou você fala, ou você fala. A maior vantagem disso é que o medo de estar pronunciando errado ou não saber formar frases vai embora e dá lugar apenas para o sentimento de querer se comunicar. Desse jeito fica muito mais fácil aprender o idioma, porque se está aprendendo direto da fonte. Os nativos. A pronúncia correta, gírias, entre outras coisas que sem a prática não se entende muito bem.

Outro fator, é que as escolas de língua estrangeira no exterior têm uma regra de “English Only”. Basicamente, em qualquer área escolar, é extremamente proibido comunicar-se na sua própria língua. Parece estranho, mas na verdade é ótimo! Isso porque faz com que todos os estudantes, independente de onde são, se comuniquem no mesmo idioma; e também faz com que a prática seja muito mais intensa, o que acelera ainda mais o aprendizado.

Fazer aulas de inglês no Brasil, nem de longe é um desperdício de dinheiro, mas o intercâmbio com certeza é o método mais eficiente. Sem contar na incrível experiência que vem junto com o novo idioma adicionado como fluente no seu currículo.

E aí, fez mais sentido?  Então faça seu orçamento com a gente!

Posts Relacionados

Diferença entre as principais cidades da Austrália

Na hora de escolher o seu destino de intercâmbio, as vezes pode bater uma dúvida. Quem pensa em ir para...

Leia mais +

Experiências de Sucesso no Intercâmbio

Não é novidade que a Hello é sempre cheia de eventos para quem está interessado em fazer intercâmbio e, assim...

Leia mais +

5 motivos para fazer seu intercâmbio na Tasmânia

A Tasmânia é um lugar pouco conhecido e tampouco falado. A maioria das pessoas nem se quer sabem que na...

Leia mais +

Job List & Work Guide - Gold Coast

JOB LIST: LAST UPDATE: 15/05/2019 Welcome to the weekly JOB LIST from Hello Australia – GOLD COAST. Our main goal is to...

Leia mais +

A Hello Study é certificada por: