20 curiosidades para quem acredita que conhece os Estados Unidos.

 

Por mais filmes e séries de TV americanas a que assistimos, os Estados Unidos ainda podem surpreender muitos intercambistas brasileiros. O país possui muitos costumes estranhos à nossa cultura e nós também formamos uma imagem que não traduz exatamente a realidade, justamente por causa dos estereótipos transmitidos pelos filmes e séries.

Mas como um país cuja cultura consumimos tanto pode se revelar tão estranho? Simples: os EUA possuem 50 estados bem diferentes entre si, da calorenta e úmida Flórida ao gélido Alasca, tem 243 anos, possui a terceira maior população do mundo e abriga muitos imigrantes de inúmeros países. A diversidade de histórias, cultura e costumes é enorme. E aqui nós separamos algumas curiosidades, desde aquelas que você precisa saber às mais interessantes.

 

1. Muito além dos Democratas e Republicanos

Todos nós sabemos que o sistema político estadunidense é bipartidário e ele tem sido assim durante a maior parte da história dos EUA. Os atuais partidos que se alternam no mais alto comando do país, a presidência, são o Partido Democrata, que é o mais antigo e se posiciona mais à esquerda, e o Partido Republicano, que nasceu em 1912 e se posiciona à direita.

O que muita gente não sabe é que, na verdade, existem vários outros partidos políticos nos Estados Unidos. Mas eles são menores e não disputam a presidência. De tempos em tempos, pode ser que elejam algum representante municipal. E só.

2. We Want You

Todos nós conhecemos o Tio Sam, aquele senhor emblemático vestido com as cores da bandeira estadunidense e que aponta o dedo para nós. Essa imagem foi usada ao lado da frase “I Want You” durante a Primeira Guerra Mundial como propaganda das Forças Armadas para o recrutamento de soldados.

Mas o Tio Sam é muito mais antigo. Seu nome nasceu em 1812, criado por soldados americanos que estavam no norte de Nova Iorque. Eles comiam carne acondicionada em barris com a inscrição U.S., que significa United States. Os soldados brincavam com o significado da sigla, chamando de Uncle Sam o proprietário da empresa que fornecia as carnes. Mas somente em 1870, o Tio Sam ganharia sua primeira ilustração, pelo cartunista Tomas Nast, baseado na figura de Abraham Lincoln, o 16º presidente dos Estados Unidos.

3. Religião x superstição

Os EUA são conhecidos por serem um país protestante. E é verdade: 52% da população se declara seguidora do protestantismo. Mas, ao contrário do que acontece com os evangélicos brasileiros, essa população cristã conservadora é também muito supersticiosa.

42% dos estadunidenses acreditam na existência de fantasmas, 26% deles têm medo de encontrar com alguma bruxa e 24% acreditam em reencarnação. A superstição no país é tanta que muitos edifícios não chegam a possuir o 13º andar.

4. Halloween não tão assustador

Um dos feriados preferidos dos americanos é o halloween e nós estamos acostumados a ver as crianças daquele país fantasiadas como bruxas, vampiros e monstros. Mas, na verdade, essas fantasias são minoria durante as festas.

Ao contrário do que nós brasileiros imaginamos, os zumbis e fantasmas não dominam o halloween. Na verdade, vale se fantasiar de qualquer personagem, seja um super-herói, um astro do cinema, uma figura de desenho animado, um robô ou qualquer outra coisa. Só depende da imaginação.

5. Só desastre

As costas oeste, sul e sudeste dos Estados Unidos sofrem com os desastres naturais, cada um do seu tipo. Enquanto o sul e o sudeste são atacados pelos furacões e tornados, o oeste enfrenta os terremotos.

O sul e o sudeste têm até uma época chamada de temporada de furacões, como se fosse uma estação do ano, que vai de junho a novembro. Isso porque 97% dos fenômenos meteorológicos acontecem dentro desse período. Os estados mais atingidos são a Flórida, a Geórgia, a Virgínia, a Carolina do Norte e a Carolina do Sul.

Já na costa oeste, a Califórnia registra cerca de 500 mil abalos sísmicos por ano. Por lá, os habitantes convivem com esses tremores e evitam pensar no Big One, o terremoto que está previsto para rasgar a Falha de San Andreas e lançar um importante pedaço do estado no Oceano Pacífico, incluindo a cidade de São Francisco.

6. O maior e o menor estado

Geograficamente, dois estados se destacam pela sua diferença de tamanho. Rhode Island é o menor estado americano. Sua área representa só 0,04% do território dos EUA. Enquanto isso, o Alasca desponta como o maior estado, ocupando 17,53% do território nacional.

Na comparação, o Alasca é 429 vezes maior do que Rhode Island. Mas sua área escassamente povoada faz com que a população do minúsculo estado seja muito maior.

7. As cidades mais e menos populosas

Não é preciso dizer que Nova Iorque é a cidade americana com maior número de habitantes: são 8,6 milhões de pessoas morando por lá, segundo o censo de 2014. O que talvez você não saiba é que a cidade de Nova Iorque não é a capital do estado de Nova Iorque. Essa aí é Albany.

Já no estado do Wyoming encontra-se a cidade que é considerada a menos populosa dos EUA: Buford. A cidadezinha, se é que podemos chamá-la assim, possui apenas um habitante. Até bem pouco tempo atrás, o morador era o americano Don Sammons, que se mudou após ter vendido o lugar para um comprador vietnamita. A cidade possui uma casa, um posto de gasolina, uma escola, uma caixa de correio e uma torre de celular.

8. Nova Iorque a preço de banana

Uma das mais importantes metrópoles dos Estados Unidos – e também do mundo – já foi vendida por meros 24 dólares. Isso aconteceu em 1626, apenas dezessete anos após a descoberta da ilha de Manhattan pelo explorador britânico Henry Hudson.

A história conta que os índios moradores da ilha venderam seu território para o holandês Peter Minuit. Em troca, receberam produtos estimados no valor de 60 guilders, a moeda holandesa da época. Esse preço atualizado corresponderia a 24 dólares. Assim, teve origem a cidade de Nova Amsterdã que, mais tarde, viria a se chamar Nova Iorque.

9. Do México para os EUA

Antigamente, o Texas era um estado do México. Acontece que o governo mexicano permitiu que empresários americanos adquirissem terras no Texas, até que, em 1820, os Estados Unidos estabeleceram uma colônia nas terras do estado, ao norte. 10 anos mais tarde, mais de 30 mil colonos americanos já residiam no Texas. O governo mexicano, então, proibiu a imigração e acabou provocando uma revolta.

A Revolução do Texas aconteceu em 1834 e o estado acabou declarando sua independência, tornando-se um país. A República do Texas existiu até 1845, quando se voluntariou para ser anexada aos Estados Unidos.

10. Estado presidenciável

A Virgínia é o estado que mais viu nascer presidentes dos Estados Unidos: oito dos seus filhos ocuparam a Casa Branca. Lá nasceram George Washington, Thomas Jefferson, James Madison, James Monroe, William Henry Harrison, John Tyler, Zachary Taylor e Woodrow Wilson.

11. Parada obrigatória

Sabe aqueles ônibus escolares amarelos? Caso você esteja dirigindo um carro e um desses ônibus estacionar para o embarque ou desembarque de crianças, você vai ter de parar o carro na via, não importa o sentido em que estiver e mesmo que nenhuma criança atravesse a rua. O ônibus pisca suas luzes e uma placa de “Pare” é erguida. Você só pode voltar a andar com o carro depois que as luzes se apagarem e a placa for recolhida.

Da mesma forma, se você estiver dirigindo por uma rodovia e ouvir a sirene de um carro de bombeiros ou de uma ambulância, deverá estacionar imediatamente no acostamento e só retornar para a rodovia quando a ambulância ou os bombeiros já tiver passado.

12. Permitido virar no vermelho

Em geral, nos Estados Unidos, mesmo que um semáforo esteja vermelho, você ainda pode fazer uma conversão à direita. A luz vermelha apenas impede que os veículos sigam em frente. Basta que você preste atenção se há alguém a pé atravessando a via, pois o pedestre sempre tem prioridade.

Mas atenção: se houver uma placa dizendo “No Turn on Red”, então a conversão é proibida.

13. Pelas curvas da estrada

A rodovia mais famosa dos Estados Unidos é a Rota 66. Mas o país possui outras ruas e avenidas bem curiosas. Uma delas é a U.S. Highway 550. Ela é conhecida como Million Dollar Highway. O motivo? Sua pavimentação empregou minério de ouro. Mas calma, nada de sair picaretando o asfalto: o ouro usado é de baixo teor.

Outra rua curiosa é a Snake Alley, na cidade de Burlington, Iowa. Ela recebeu esse apelido porque é praticamente composta por curvas, sem retas. Tanto que é considerada a rua mais sinuosa do mundo.

14. Proibido beber

Em quase todas as cidades americanas é proibido consumir bebidas alcoólicas nas ruas. Se você for flagrado pela polícia com uma garrafa na mão, pode ser preso sob a acusação de intoxicação pública.

E outra: se você comprar bebidas alcoólicas no mercado, precisa transportar as garrafas embaladas em sacos de papel. A ideia de não expor as garrafas em público é para não incentivar crianças a beber.

15. População de peso

Os americanos são uma das populações mais obesas do mundo. Tudo isso por causa da má alimentação, baseada em gordura e açúcar.

Começa pelo café da manhã, que é super-reforçado: tem bacon, ovos, linguiça, torrada e panquecas. Já o almoço é composto por lanches. Os americanos adoram uma lanchonete ou fast food. E muitos põem maionese em praticamente tudo. Geralmente, as lanchonetes têm refil para refrigerantes e até para sucos. Comida propriamente dita, só na janta.

A carne de hambúrguer é a comida mais consumida. Seja dentro do pão, ou grelhada no churrasco. Além do hambúrguer, outros pratos bastante comuns nos EUA são o frango frito, o cachorro quente, o bolo de carne, a pizza e, para sobremesa, a torta de maçã.

16. Por dentro dos impostos

Nos Estados Unidos, você sabe exatamente quanto paga de imposto pelas mercadorias que compra. Isso porque o valor dos impostos não vem embutido nos preços, como acontece por aqui, no Brasil.

Quando você vai ao mercado nos EUA, o preço divulgado nas prateleiras é o valor do produto em si, e não o valor final da compra. Você só fica sabendo quanto vai gastar no total quando passa pelo caixa. Na hora do pagamento, o funcionário da loja aplica o imposto sobre a mercadoria.

17. Tomar banho e escovar os dentes para quê?

Os europeus têm fama de não tomar banho todos os dias. Isso também é verdade nos Estados Unidos. Por isso, se você vai viver numa casa de família, é bom ir se acostumando, ou vai ouvir do proprietário que você gasta muita água.

Outro costume relacionado à higiene que é bem diferente em relação ao Brasil é que, nos EUA, eles não costumam escovar os dentes depois das refeições. Os americanos praticam esse hábito, no máximo, duas vezes por dia: depois de sair da cama e antes de dormir.

18. Parabéns pra você

No Brasil, assim que começamos a cantar “Parabéns pra você”, as palmas também se iniciam. Nos Estados Unidos, a letra da música é entoada sozinha, sem o acompanhamento das palmas. Então, se você for convidado para uma festa de aniversário, mantenha as mãos no bolso só para garantir que não vai dar esse furo.

19. Dresscode para andar na rua

Apenas os brasileiros que moram em cidades de praia têm o hábito de sair nas ruas de chinelo. Quando muito, saímos às ruas com os pés para fora se estiver fazendo muito calor. Já os americanos usam sandálias a maior parte do tempo, quando não estão a trabalho. E isso não apenas em cidades de praia ou na piscina, mas em grandes centros também.

Ah, e não se assuste se você for ao supermercado e encontrar alguém de pijama. Acordar, passar água no rosto e sair com a mesma roupa que dormiu para fazer compras ou passear com o cachorro é supernormal.

20. Do not open

Os americanos não abrem as janelas de casa e muito menos as do carro. Para controlar a temperatura ambiente, eles preferem ligar seus condicionadores de ar ou aquecedores. Tá frio? Liga o aquecedor. Tá quente? Liga o condicionador de ar.

Posts Relacionados

Conheça o processo de intercâmbio passo a passo.

  Todos os diretores e funcionários da Hello Study já realizaram intercâmbio, ao menos, uma vez na vida. Por isso, a...

Leia mais +

Job List & Work Guide - Gold Coast

JOB LIST: LAST UPDATE: 06/11/2019 Welcome to the weekly JOB LIST from Hello Australia – GOLD COAST. Our main goal is to...

Leia mais +

Palestras especiais para quem quer trabalhar e estudar na Austrália ou no Canadá

Outubro está chegando e com ele eventos exclusivos da Hello Study. No próximo mês, teremos o Bate-Papo Hello Study, em parceria...

Leia mais +

15 Curiosidades sobre a Austrália

A Austrália é conhecida por ser um país bem peculiar. Começando pelo seu imenso território e diversidade biocultural. Assim sendo,...

Leia mais +

A Hello Study é certificada por: